quarta-feira, 6 de julho de 2016

MINERAL

QUARTZO AZUL ANIL



Cristal de rocha ou quartzo. Óxido de silício. SiO2. Sistema cristalino trigonal. Apresenta geralmente uma coluna hexagonal com faces piramidais nos extremos. A coloração é tão variável como as suas formas cristalinas. Por vezes incolor (cristal de rocha e cristal hialino), podendo apresentar quase sempre matizado de cores que vão do branco, castanho ao negro. Há as cores violeta, rosa, verde maçã, amarelo, azul, etc. As suas colorações são devidas a impurezas e vestígios de diversos elementos minerais (manganês, ferro, níquel, cromo, vanádio, magnésio, lítio, sódio, potássio, alumínio e titânio) ou ao efeito da radioatividade – caso do quartzo defumado. Nas amostras em destaque, os elementos minerais como o cobre, alumínio ou o zinco devem ter colorido de azul anil o cristal. Brilho: vítreo. Clivagem inexistente. Fratura: concoidal. Dureza: 7. Densidade: 2,6. Origem: magmática e metamórfica. Diafaneidade: transparente, translúcida e opaca. Rastro: branco. Fusibilidade: infusível. As jazidas mais abundantes e importantes estão no Brasil. Novidade no mundo mineral internacional, a recentíssima descoberta e a exclusividade de sua tonalidade azul-anil. Várias amostras brutas e duas espécimes lapidadas como cabochões, com os fenômenos (efeitos) peculiares próprios. Amostras coletadas no município de Gentio do Ouro, Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário